Dicas para não comprar carro com quilometragem adulterada

fraude dos hodômetros de veículos – aparelhos responsáveis por marcar a quilometragem que o carro já percorreu – descoberta em São Paulo reforça a necessidade de quem for comprar um automóvel usado a prestar atenção em alguns cuidados para não cair em armadilhas. Quem for comprar um carro usado deve tomar alguns cuidados.

“O correto quando o cliente não sabe a procedência do veículo é passar na sua oficina de confiança e pedir para seu mecânico fazer uma verificação”, indica César Samos, gerente de oficina.

Alguns cuidados podem e devem ser tomados na hora de comprar um carro para evitar dor de cabeça mais tarde. É só verificar alguns itens do veículo para saber se o estado de conservação é compatível com a quilometragem indicada no painel.

A primeira dica é observar atentamente os quatro números do pneu que aparecem depois de uma seqüência de números. Eles indicam a semana e o ano de fabricação. Um pneu com aproximadamente três anos de “vida” deve ter rodado uma média de 13 mil quilômetros por ano, “isso quer dizer que o veículo tem próximo de 40 mil quilômetros rodados”, calcula o técnico do Senai, Mauro Alves.

Ainda do lado de fora, fique atento à pintura. Por dentro, repare bem como está o desgaste dos pedais, além do volante e do câmbio. E, ainda, não compre um carro se ele não tiver o manual do proprietário, pois nele está o histórico do veículo com informações importantes, como as datas de revisão.

Vítima do golpe

Quando Bernardo Alves Wainstein comprou seu carro, o marcador indicava que o veículo havia percorrido 14 mil quilômetros. Mas o novo proprietário passou a desconfiar que algo estava errado quando o motor quebrou. “De repente eu ouvi um barulho estranho no motor, que logo foi ficando mais intenso, mais alto mais forte”, lembra. “No meio da estrada o carro fundiu o motor.”

Mais tarde ele descobriu que o carro já tinha rodado quase 50 mil quilômetros. Os números foram adulterados em uma oficina fora do estado.

Para fazer a alteração da quilometragem do hodômetro, um computador é conectado ao painel do veículo. Um programa é capaz de alterar os números do hodômetro, que passa assim a mostrar a quilometragem que o adulterador quiser. Em um a loja de São Paulo, a polícia encontrou um veículo com o hodômetro adulterado que estava à venda. O painel dizia que a distância percorrida era de 85 mil km. Mas o equipamento da polícia revelou que o carro já tinha mais de 110 mil km rodados.

“Comprei esse carro com essa quilômetragem do jeito que está”, disse Nelson Marrach Costa, o dono da loja. “Eu não estava a par de nada. Tanto que agora quando pessoal esteve aqui, nós entramos em contato com o cliente, e ele nos alegou que vendeu com essa quilometragem. Tenho documento e a nota fiscal de entrada para mostrar.”

Fonte: G1 com informações do SPTV

About these ads
Esta entrada foi publicada em Como comprar com as etiquetas , . ligação permanente.

3 respostas a Dicas para não comprar carro com quilometragem adulterada

  1. Pingback: Como verificar a quilometragem de um carro pelo pneu | O Carro Usado

  2. marcos diz:

    cambada de ladrões devem responder por fraude ao consumidor com multa 2 vezes o valor do veiculo e perder o veiculo . temos que ser rigidos com todo tipo de fraude , colarinho branco tudo

  3. Rodrigo diz:

    Por isso que tem tanta gente querendo cair fora desse país. Gente honesta no Brasil é coisa rara e os pilantras quando são descobertos não pagam pelos seus crimes como deveriam.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s